Traças

Galeria

Eu fico imaginando um bichinho mais bonitinho, tão pequeno quanto, comendo todas as letrinhas na tela do meu computador, formando novas palavras e novas frases, deixando espaços em branco pra eu preencher de novo, sem ordem nem simetria. Caminhando por aí e reformando tudo, pra um dia entrar no casulo, virar uma borboleta, sair voando e voltar com mais traças. Continuar lendo

Impressões sobre o blog abandonado

Galeria

Quando a gente vive por muito tempo na mesma cidade, por mais interessante e diferente que seja, nos acostumamos, da mesma forma que o homem se acostumou a viver no mar na história que acabei de ler do Mutarelli. E então, quando isso acontece, damos mais relevância para nós mesmos, para o rumo de nossa vida, para a razão de nossos sentimentos, para as pessoas que mantemos ao nosso redor, que para o lugar por onde passamos a cada dia. Continuar lendo